No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Santos sofre assédio, mas Modesto cumpre promessa e não vende astros



Último a ser procurado pelos chineses foi o atacante Ricardo Oliveira, mas Peixe conseguiu resistir à força do mercado asiático. Só Geuvânio deixou o clube

O Santos conseguiu resistir ao assédio do futebol chinês no último dia da janela de transferências para o futebol asiático, que fechou nesta sexta-feira, às 13h (de Brasília).Como prometido pelo presidente Modesto Roma Júnior há exatamente um mês e um dia, o Peixe não vendeu mais jogadores depois da saída de Geuvânio para o Tianjin Quanjian, da China. 

O último alvo do rico mercado asiático foi o centroavante Ricardo Oliveira. Em mais uma desgastante negociação, o Beijing Guoan não aceitou pagar 8 milhões de euros (R$ 34,9 milhões) que o Alvinegro queria receber para liberar o atacante. O jogador queria ir para a China, mas terá de seguir na Vila Belmiro pelo menos até o meio do ano, quando a janela de transferências para a Ásia abre novamente.

A promessa do presidente Modesto Roma Júnior foi feita no lançamento do novo uniforme do Santos para a temporada, desenhado pela Kappa. Na ocasião, o dirigente mostrou irritação com os chineses e disse que o time comandado pelo técnico Dorival Júnior não passaria por um desmanche.

Se tiverem a esperança de tirar Gabriel, Ricardo Oliveira e Lucas Lima, podem perdê-la. Nós não negociamos mais nenhum atleta"
Modesto Roma Júnior, há um mês e um dia

– Outros sofreram desmanche, mas o Santos vai manter sua equipe. O Santos não vai vender mais nenhum atleta. Quem quer desestruturar nossa equipe não vai conseguir. Temos em nossos atletas o nosso maior patrimônio, como tivemos Coutinho, Pelé, Pepe, Clodoaldo, Mengalvio, Robinho e Neymar. Nossos ídolos não estão em leilão – disse, emocionado, há um mês e um dia, antes de subir o tom do pronunciamento. 

– Se tiverem a esperança de tirar Gabriel, Ricardo Oliveira e Lucas Lima, podem perdê-la. Nós não negociamos mais nenhum atleta. O Santos não precisa vender jogador para se manter. Vamos manter o clube com seriedade administrativa. Àqueles bandidos que quiseram vir aqui tirar nosso patrimônio: percam a esperança. O Santos é maior do que todos e não vamos abrir mão de defender nossos direitos, que estão acima de qualquer pessoa – finalizou.

Desde então, Ricardo Oliveira foi o único santista a ser procurado por um time chinês. Antes disso, porém, Lucas Lima já havia sofrido assédio, mas o Peixe também resistiu e manteve o meia no elenco. Com a janela de transferências para o futebol asiático fechada, o Alvinegro respira aliviado. 



Ricardo Oliveira treina com os companheiros na tarde da sexta-feira (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

3 comentários:

Gilson-santastico D disse...

BOM A NOVELA ACABOU, QUE O PASTOR CONTINUE AJUDAR O PEIXÃO DENTRO E FORA DE CAMPO.!!!

:.tossan® disse...

O Santos deixa de arrecadar 25 milhões de Reais por Ricardo Oliveira de 34 anos em fim de carreira porque pediu mais, quando resolveu aceitar não dava mais tempo. Eita Modesto que burrice! Abraço

D disse...

Mas ñ eram 25 milhões de reais cara era bem menos que isso, o Ricardo ia pagar 4 milhões de euros do próprio bolso e os chineses ñ queriam pagar simplesmente nada... Eles querem o jogador mas ñ querem pagar por ele quando ele tem contrato vigente em outro clube? Onde já se viu isso amigo? O clube ñ é obrigado a liberar msm ñ, contratação assim só se for pré-contrato qdo o contrato de um jogador está no fim ou se for um passe livre... E esses fdp cheio de grana ñ querem pagar nada absurdo, se ficaram sem grana dps de Renato Augusto e Ralf então ñ tentem comprar outro jogador se ñ tem dinheiro pra pagar por ele, simples assim...