No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Casagrande alfineta Robinho: “se gostasse do Santos, aceitaria o que o time pode pagar”



Casagrande, comentarista da Rede Globo, alfinetou Robinho, após ser questionado por um torcedor se o jogador não estaria exagerando na pedida salarial para retornar ao Peixe e se valeria a pena o investimento. Casão questionou o amor do atacante pelo clube que o projetou para o futebol mundial.

“O Robinho é um ótimo jogador, gosto dele como pessoa, ele já voltou para o Santos acho que umas duas vezes e o discurso é o seguinte: ‘só jogo no Santos, eu volto pro Santos’. Se ele gostasse mesmo, do jeito que ele fala, do Santos, ele aceitaria a proposta que o Santos pode pagar. Santos pode pagar X? Se ele gosta do Santos, ele fala assim: ‘aceito’. Porque, financeiramente, acho que a vida dele já tá resolvida”, opinou durante o quadro “Fala, Casão”, no Globo Esporte, desta terça-feira.

“Então ele pede mais R$ 400 mil, eu acho meio esquisito esse negócio de ‘eu gosto do Santos’, porque se o Grêmio pagar, ele vai pro Grêmio. Acho que tem que tomar um pouco de cuidado com isso. Vai ser mais interessante para o Grêmio ter Robinho do que para o Santos”, completou.

O técnico santista Dorival Jr. demonstrou pessimismo em contar com o atacante. “Neste momento eu não conto com o Robinho. Se a negociação tivesse que acontecer, já teria acontecido”, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Além de Santos e Grêmio, o Atlético-MG demonstrou interesse na contratação do atleta de 32 anos.

Por Rafael Alaby Martins Ferreira

2 comentários:

Dimas Tabarini Junior disse...

Some de perto do Peixe Robinho! Ta mostrando ser um excelente mercenário! Obrigado pelo que ja fez pelo Peixe. Mas o Santos não precisa de você e de nenhum outro mercenário. Vai ser loko por dinheiro assim lá na China rsrsrs

Joao Carlos disse...

O cara deve ser petista, só vê dinheiro, ja está com o burro na sombra e ainda quer ganhar um salário que nenhum clube no país pode pagar, volta pra China, já vai tarde.