No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

De 'brejo' a tapete, gramado da Vila Belmiro está menor e pronto para estreia



Os jogadores do Santos voltarão a ter apenas os adversários como obstáculos dentro dos jogos na Vila Belmiro. Ano passado, o time encontrou dificuldades em algumas partidas, principalmente no segundo semestre, em função do péssimo estado do gramado no estádio.

Após um empate frustrante com o Flamengo, válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Dorival Júnior desferiu duras críticas às condições do campo e o denominou como 'brejo'. Agora, porém, a equipe poderá desenvolver o tradicional futebol ofensivo, de toques rápidos, sem que um 'morrinho' estrague tudo.

"Está finalizado. Desde que terminou a temporada passada, iniciamos o processo de manutenção mais forte, visando a temporada 2016. A parte principal é fazer o corte em vertical, que consiste em retirar toda essa matéria orgânica e matérias já mortas, folhas, que 'arrepiam' o gramado quando o jogador dá um carrinho ou alguma coisa assim. Isso faz a grama brotar com mais força, revitaliza o gramado", explicou Alexandre Librandi, gerente de patrimônio do Santos, àGazeta Esportiva.

"Terminado isso, nós iniciamos a tirada das linhas. Por causa da tinta, vai ficando uma camada muito grossa. Foi feita uma descompactação do gramado, porque, devido ao excesso de jogos em novembro e dezembro, você tinha uma compactação superficial do gramado. E, depois, vem a parte agronômica mesmo, que é adicionar produtos, adubos. E esse tempo sem atividade fez com que o gramado estivesse bem para aguentar a temporada 2016", completou Librandi.

Em 2015, a Vila Belmiro recebeu 32 jogos da equipe profissional. Além disso, o clube acabou optando por colocar as decisões de campeonatos das categorias de base no tradicional estádio, tal qual partidas da equipe feminina. O excesso de jogos foi a principal reclamação de Dorival, enquanto a diretoria culpou a falta de manutenção no período de férias anterior, devido a um calote da gestão de Odílio Rodrigues à empresa que era responsável pela manutenção do gramado.

A única certeza é que tudo isso é passado. Desde o dia 9 de dezembro, quando foi realizado um jogo beneficente na Vila Belmiro, o gramado do estádio santista passou por uma grande reforma e está pronto para a temporada que se apresenta. E, para atender a nova determinação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), as medidas do campo diminuíram e se enquadraram no 'padrão Fifa'. Deixaram de ter 106m x 70m e passaram a ter 105m x 68m.

"O que às vezes atrapalha é você não ter sol. Em dezembro choveu muito e, ao contrário do que muitos pensam, a gente precisa do sol. A água eu consigo controlar com a irrigação. O sol, não. Mas, em janeiro já fez bastante sol e já está tudo bem", contou Librandi.

A World Sports, empresa que realizou todo o processo de reforma no gramado do velho alçapão alvinegro, agora concentra as atenções no campo 1 do CT Rei Pelé. A novidade é que o principal gramado para treinamentos da equipe também será do tipo bermuda, o mesmo da Vila. Neste caso, a reforma está sendo ainda mais complexa, mexendo inclusive nas partes de irrigação e drenagem. Por isso, a entrega está prevista apenas para março, contando com a colaboração do clima.

Enquanto isso, os jogadores trabalham no campo 2 do CT, que passou por uma reforma recentemente, em função da Copa do Mundo, e, desde então, já conta com a grama bermuda. À época, a seleção do México utilizou as instalações santistas. O terceiro campo do CT é reservado apenas para as categorias de base e é todo em grama sintética.

O Santos estreia no Campeonato Paulista neste sábado, às 17 horas, contra o São Bernardo. Na úluima quarta-feira, Dorival Júnior levou a equipe para treinar no palco do confronto pela primeira vez em 2016. Ano passado, a equipe conquistou 26 vitórias, cinco empates e sofreu apenas uma derrota em seu estádio.

ESPN

Nenhum comentário: