No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Santos deve ir à Justiça para reaver direitos de Geuvânio, Gabigol e Daniel Guedes


Direitos econômicos foram vendidos à Doyen Sports

O Conselho Fiscal (CF) do Santos Futebol Clube considerou nula a venda dos direitos econômicos dos atletas Geuvânio, Gabigol e Daniel Guedes realizada no final da gestão do presidente Odílio Rodrigues, em 2014, à Doyen Sports. O ato foi considerado ilegal pois desrespeitou o artigo 91 do Estatuto do clube, ou seja, aconteceu 90 dias antes da eleição para a escolha da nova diretoria do clube santista. 

O artigo diz também que “o Comitê de Gestão não poderá antecipar, nem comprometer as receitas ordinárias ou extraordinárias do Santos, por período superior ao do seu mandato, em benefício de sua gestão (…)”. O Alvinegro pretende acionar a Justiça para reparar os danos danos causados aos cofres do clube. 

O relatório do CF abrange também que o contrato para uso da imagem de Pelé seria “nulo”, pois também foi assinado em dezembro de 2014. A dívida de aproximadamente R$ 2,3 milhões levou à penhora da Vila Belmiro. O Santos Futebol Clube tentará negociar um novo contrato com Pelé.

Nos casos de Geuvânio, Gabigol e Daniel Guedes o caminho deve ser a Justiça mesmo, pois o clube quer reaver os dos direitos econômicos dos três jogadores junto à Doyen . Os percentuais vendidos foram 35% de Geuvânio; 20% de Gabriel e 25% de Daniel Guedes. O clube embolsou perto de R$ 3 milhões. A intenção é devolver o o valor arrecado e retomar os direitos dos atletas.

O contrato de Geuvânio com o Peixe termina em dezembro de 2017. Gabriel possui vínculo até setembro de 2019, já Daniel Guedes em dezembro de 2016. 

A Reportagem do Portal A Tribuna tentou conversar com o representante da Doyen Sports, Renato Duprat, mas não conseguiu contato.

A Tribuna On Line

Nenhum comentário: