No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Volta de Ganso vira obsessão no Santos e negociação é iniciada



A volta do meia Paulo Henrique Ganso ao Santos não é apenas um sonho e, inclusive, pode ocorrer na próxima temporada. A contratação do camisa 10 do São Paulo, revelado na Vila Belmiro, é uma espécie de obsessão do presidente Modesto Roma.

O jogador também possui ótimo relacionamento com o ex-presidente do clube, Marcelo Teixeira, fator positivo nas negociações. Sem contar que os desafetos do jogador e da atual diretoria santista são os mesmos - os ex-presidentes Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro e Odílio Rodrigues, que colaboraram e muito para que o jogador deixasse o alvinegro praiano.

O UOL Esporte apurou que as conversas já foram iniciadas entre Modesto Roma e o representante do jogador, o empresário Giuseppe Dioguardi, o Pepinho. A diretoria santista prepara uma "engenharia financeira" para comprar Ganso em definitivo.

O Santos, inclusive, já consultou investidores para bancar o negócio e, por enquanto, aguarda um retorno. Até empréstimos são cogitados para que o clube paulista tenha condições de trazer o camisa 10 de volta.

Outro ponto positivo é que a atual diretoria do Santos possui bom relacionamento com a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que detém 68% dos direitos econômicos de Ganso e está disposta a recuperar o dinheiro investido. Uma parceria entre santistas e investidores já foi cogitada na transação.

Ganso deixou o Santos em 2012 e foi acusado de mercenário por parte da torcida santista, pois cobrou valorização financeira em diversas oportunidades em público.

O meia, campeão da Copa Libertadores da América de 2011 pelo Santos, é considerado o jogador ideal para suprir uma possível ausência de Lucas Lima. No entanto, o alvinegro praiano não descarta a possibilidade de contar com os dois jogadores no próximo ano. A ideia dos santistas é manter Lucas Lima, no mínimo, até a metade de 2016.

O São Paulo detém apenas 32% dos direitos econômicos do meia. O clube investiu R$ 17 milhões para ter o jogador, e dificilmente conseguirá vendê-lo por esse preço – proporcionalmente ao valor pago pelo São Paulo há quase três anos, 100% dos direitos econômicos do camisa 10 valeriam R$ 53,1 milhões.

Neste ano, o tricolor paulista recusou negociar Ganso por empréstimo ao Santos e também pediu R$ 20 milhões pelos 32% ao Flamengo em reunião no Morumbi.

Uol Esporte

Nenhum comentário: