No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Santos passeia, vence o São Paulo de novo, e enfrentará o Palmeiras na final

Com massacre no início, três gols em 23 minutos e um adversário completamente perdido, Peixe mantém sequência na Vila e chega à mais uma decisão na temporada

Como se enfrentasse um time de crianças, o Santos passeou na Vila Belmiro. Venceu o São Paulo com a maior facilidade por 3 a 1 e confirmou o que já se sabia desde a quarta-feira passada, quando fez o mesmo placar no Morumbi: está na final da Copa do Brasil. O adversário será o Palmeiras, que eliminou o Fluminense nos pênaltis. O confronto dos dias 25 de novembro e 2 de dezembro repetirá a decisão do último Paulistão, que teve o Peixe campeão.

Em 23 minutos, o placar agregado apontava 6 a 1 para o Santos. Uma vantagem que talvez ainda seja pequena para retratar a diferença de intensidade, concentração, disposição e capacidade de decisão entre os dois times, sem falar na escalação suicida do São Paulo, com Michel Bastos, Ganso, Alexandre Pato, Alan Kardec, Luis Fabiano e nenhuma organização.

Em vez de optar pela acomodação da primeira vitória, a equipe treinada por Dorival Júnior pressionou desde o início no campo de ataque. Em 40 segundos, criou uma chance. Os gols, dois de Ricardo Oliveira e um de Marquinhos Gabriel, saíram sempre em saídas rápidas para o campo de ataque e finalizações precisas. Registre-se: houve falta de Lucas Lima em Ganso no início do lance que terminou num golaço de Marquinhos Gabriel.

Com seu erro escancarado, Doriva tirou Luis Fabiano, com cartão amarelo, e preencheu espaço no meio com Wesley. A única coisa a ganhar, àquela altura, era o mínimo de dignidade.

O São Paulo voltou para o segundo tempo com Denis no lugar de Rogério Ceni, que, logo no início, em dividida com Lucas Lima, chutou o chão e sentiu o tornozelo direito. O Santos voltou com a ordem de Dorival Júnior para não relaxar. 

A ordem não foi cumprida. Tanto que Michel Bastos diminuiu em chute de pé esquerdo, de longe, pouco depois de acertar a trave em lance idêntico. O jogo se encaminhou até a 14ª vitória consecutiva do Santos na Vila Belmiro: 100% de aproveitamento com Dorival.

Globoesporte.com

Nenhum comentário: