No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Nos passos de Diego e Ganso, Lucas Lima quer título 'grande' por idolatria

Meio-campista já passou dos cem jogos e chegou à Seleção como jogador do Santos, mas ainda falta uma conquista nacional para coroar caminhada semelhante à de referências

Ganhar destaque pelo Santos, ser campeão, ir à Seleção Brasileira... Mais que um sonho, este foi o caminho percorrido por alguns meias que se tornaram ídolos no clube. Foi assim com Diego em 2002, e com Ganso em 2010 , por exemplo. Mas estes dois têm algo em comum que ainda falta para Lucas Lima, o atual jogador de Seleção responsável pela armação das jogadas no time alvinegro: a conquista de um torneio nacional.

O atual camisa 20, que soma 16 assistências no ano, já foi campeão paulista e até vestiu a amarelinha neste ano. A próxima etapa, então, depende de o Santos passar pelo São Paulo nesta quarta-feira, no jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, na Vila Belmiro.

– Tenho muito a provar aqui no Santos ainda. Mas estou feliz pelo que tenho conquistado no dia a dia. O carinho da torcida, a Seleção... Acho que é o melhor momento da minha carreira. Como falei, para ficar marcado tem que conquistar título – disse o meia, que teve papel importante na vitória sobre o São Paulo, no Morumbi, pelo placar de 3 a 1.



Apesar de no Campeonato Brasileiro, torneio em que Lucas tem sete assistências e quatro gols, o Santos ter alcançado a quarta colocação, os jogadores e a comissão técnica têm consciência de que a briga pelo título está descartada, e o foco é a manutenção do G4, que também classifica a equipe para a Libertadores-2016.

Já na Copa do Brasil, a ambição é bem maior. Mesmo mantendo os pés no chão, os santistas acreditam que têm totais chances de faturar o título em razão da boa campanha com Dorival Júnior e dos ótimos números dentro da Vila Belmiro neste ano.

– Estamos em dois campeonatos e na Copa do Brasil temos totais chances. Vou fazer meu máximo para conquistar esse título e, quem sabe, ser ídolo – acrescenta Lucas Lima.

Em comparação com Ganso, que em sua melhor temporada na Vila Belmiro chegou a dar 13 passes para gol, o atual meia-armador santista já superou o antecessor e pode chegar ainda mais longe. Foram 16 assistências de Lucas Lima em 53 jogos na temporada, sendo o ano com maior sequência de sua carreira, somando as atuações na Seleção Brasileira.

Depois de fazer uma tatuagem referente ao título do Paulistão, Lucas Lima já quer "reservar espaço" na pele para a Copa do Brasil. Ela virá?

Lancenet

Nenhum comentário: