No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Santos dá 'nó tático' e goleia o São Paulo em clássico na Vila Belmiro


Equipe faz 3 a 0 em casa e fica apenas um ponto do rival, o quarto colocado. Com o resultado, a equipe chega a 13 jogos de invencibilidade na temporada 

O clássico entre Santos e São Paulo começou há quase uma semana, quando os técnicos Dorival Júnior e Juan Carlos Osorio trocaram elogios. Com os desfalques de ambos os lados, também foram os técnicos que decidiram o jogo desta quarta, na Vila Belmiro, com escolhas questionáveis. Certo de suas opções, Dorival viu o Peixe bater o Tricolor por 3 a 0, em jogo morno.

Sem Lucas Lima, que ainda não voltou da Seleção Brasileira, e sem Geuvânio, lesionado, o treinador santista bancou Rafael Longuine, autor do segundo gol, e Marquinhos Gabriel, seu "12º jogador".

Já Osorio, acostumado a fazer rodízio, escalou o também colombiano Wilder e deixou Michel Bastos no banco, alteração que foi corrigida no intervalo. Rogério, que estreou com brilho na última rodada, diante do Inter, também foi titular, na vaga de Centurión.

Mas o clássico não foi só de alegrias para Dorival. Até David Braz abrir o placar, – de cabeça, aos 30 minutos do primeiro tempo, após falta cobrada por Zeca – o comandante do Alvinegro chegou a gritar na beira do campo, de tantos erros de passe consecutivos. A falta de velocidade no setor ofensivo também era perceptível na atuação do Peixe.

Do outro lado, o sentimento de Osorio era outro: decepção. Tanto com Pato e Rogério abertos pelos lados (no primeiro tempo), quanto com Pato e Michel Bastos (no segundo tempo) a criação do São Paulo era praticamente nula na Vila Belmiro.

Pelo meio, Ganso – vaiado todas as vezes que tocou na bola, devido ao mau relacionamento com a torcida do ex-clube – foi ineficaz. Seus companheiros de setor também não tiveram sucesso, e a fraca marcação permitiu que Rafael Longuine ampliasse o placar ainda aos 42 do primeiro tempo, com uma rápida roubada de bola depois que Reinaldo saiu errado com a bola. No segundo tempo, Ricardo Oliveira teve espaço de sobra para receber de Victor Ferraz e fazer o terceiro aos seis minutos da etapa derradeira.

No segundo tempo, o Peixe só esperou o São Paulo, que dominou a etapa, mas sem acertar o alvo. O mais próximo foi uma bola na trave em chute de Michel Bastos, aos 40 minutos. Nos contra-ataques, o Alvinegro até chegou à área de Renan Ribeiro, mas sem a mesma capacidade de balançar as redes.

O triunfo deixa o Santos ainda mais perto do G4, com 37 pontos, um a menos que o São Paulo, ainda o quarto colocado. O Peixe pegará a Ponte no próximo domingo, às 11h, em Campinas. Já o Tricolor 

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 X 0 SÃO PAULO

Data/Horário: 9/9/2015 - 22h
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: LuiZ Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro (SP)

Renda/Público: R$ 342.290,00/5.552 pagantes
Cartões Amarelos: Thiago Maia (SAN); Wesley (SAO)
Cartões Vermelhos: -
Gols: David Braz, 31'/1ºT (1-0); Rafael Longuine, 43'/1ºT (2-0) e Ricardo Oliveira, 7'/2ºT (3-0)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Rafael Longuine (Serginho, 28'/2ºT); Marquinhos Gabriel, Gabigol (Marquinhos, 22'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Nilson, 35'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno, Lyanco, Edson Silva e Reinaldo; Thiago Mendes, Hudson (Wesley, intervalo) e PH Ganso; Wilder (Michel Bastos, intervalo), Rogério e Alexandre Pato (Centurión, 21'/2ºT). Técnico: Juan Carlos Osorio.

Lancenet

Nenhum comentário: