No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Dorival supera sina contra rebaixamento e ressurge com maior série invicta


Nos últimos anos, Dorival Júnior ganhou fama de bombeiro por treinar equipes ameaçadas pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Entre fracassos e momentos difíceis, neste ano ele reencontrou sua boa fase no Santos e agora ressurge com uma longa série invicta.

Desde que teve sucesso no Inter em 2012, Dorival não fez as pazes com as vitórias. Sofreu com Vasco, rebaixado em 2013, Fluminense, que só escapou após uma batalha nos tribunais, e Palmeiras, que se salvou na última rodada no ano passado.

Neste ano, a sina parecia se repetir. Dorival assumiu o Santos em julho deste ano com um objetivo traçado: evitar a degola. A equipe vinha de quatro derrotas seguidas, tinha a pior defesa do campeonato e havia conquistado apenas duas vitórias em 12 jogos.

Não à toa, já estava na temida zona e era forte candidata a disputar a Série B do ano que vem. Mas o treinador conseguiu arrumar a casa e fez a equipe embalar comandada por Lucas Lima, um dos destaques do torneio, e o artilheiro Ricardo Oliveira.

Passados dois meses, o Santos briga pelo G4 e já é o time com maior sequência invicta entre todos da Série A, considerando outros torneios em disputa como a Copa do Brasil. São doze partidas sem perder, sendo nove vitórias e três empates. A última derrota foi no dia 19 de julho, por 1 a 0 para o Palmeiras pelo Brasileirão.

Em seguida, aparece o Grêmio com uma invencibilidade de nove jogos. O Corinthians mantém uma longa sequência de 15 jogos sem derrotas no Brasileiro, mas recentemente tropeçou em duas oportunidades na Copa do Brasil, justamente para o time do litoral.

O Santos comprovou o bom momento ao empatar com o Sport por 1 a 1, na Ilha do Retiro, neste domingo. Dorival lamentou o resultado, mas valorizou o ponto fora de casa.

"Talvez merecesse outra sorte no jogo, mas é um ponto valioso para a sequência do campeonato. Os jogadores fizeram um esforço acima do normal para esse belo resultado. Estou mais do que satisfeito pela maneira como a equipe jogou. O campeonato vai ser um perde e ganha até o fim, em cada rodada tem que somar pontos, se continuarmos assim será fundamental para a nossa sequência".

Mas nos últimos anos não vinha sendo assim. Depois de fazer boas campanhas com o próprio Santos em 2010, quando conquistou o Paulista e a Copa do Brasil, e com o Inter, ao levantar a taça da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Gaúcho de 2012, o técnico viveu maus momentos.

Dorival assumiu o Vasco em 2013 e acumulou resultados negativos que culminaram no rebaixamento. Acabou demitido antes da queda e se transferiu para o Fluminense que também ficou entre os quatro últimos. O tricolor carioca só não foi rebaixado porque a Portuguesa, sua concorrente direta, foi punida pelo STJD com a perda de quatro pontos por escalar um jogador de forma irregular.

No ano passado, ele ainda treinou o Palmeiras e agiu como bombeiro. Passou aperto e só foi salvo na última rodada graças a um triunfo do Santos sobre o Vitória. Acabou ficando com a última colocação fora da zona da degola.

Uol Esporte

Nenhum comentário: