No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Com polêmica anulação de gol, Peixe bate Figueirense e fica em vantagem


Com polêmica anulação de gol, Peixe bate Figueirense e fica em vantagem

O Santos saiu na frente do Figueirense na briga por uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Em partida polêmica, com gol de Gabriel anulado (corretamente) bem depois de ter sido validado pelos árbitros, o Peixe conseguiu levar a melhor na partida realizada em Florianópolis, nesta quarta-feira. O gol do triunfo por 1 a 0, marcado por Gabriel, saiu em cobrança de pênalti.

As duas equipes voltam a se enfrentar na quinta-feira, dia 1º de outubro, no Pacaembu, em São Paulo. Para avançar, o Santos joga pelo empate. Já o Figueirense precisa vencer por 1 a 0 para levar a decisão para os pênaltis. Qualquer outro placar em favor dos catarinenses, com dois ou mais gols marcados, dá a vaga para o Figueira.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo no domingo, às 11h, contra o Internacional, na Vila Belmiro. Já o Figueirense recebe o Corinthians, às 16h, em Florianópolis.

O jogo

Figueirense e Santos não fizeram um primeiro tempo dos melhores. Longe disso. O Peixe foi o dono do jogo, mas deu alguns espaços aos donos da casa. Nada, no entanto, foi tão relevante no primeiro tempo quanto uma polêmica da arbitragem. Gabriel, aos 20 minutos, abriu o placar para os visitantes. Comemorou, subiu no alambrado e, de repente, viu seu tento anulado.

No momento em que Lucas Lima bate falta para área, Gabriel está adiantado, em posição de impedimento. Só que o auxiliar Alessandro Rocha de Matos não levanta a bandeira e corre para o meio do campo, confirmando o gol. Momentos depois, ele volta atrás, conversa com o árbitro Anderson Daron e anula. Jogadores e comissão técnica do Santos reclamaram muito.

Nervoso, o Santos diminuiu o ímpeto ofensivo, mas o Figueirense não conseguiu levar muito perigo. Aos 41 minutos, Gabriel teve mais um gol anulado. Dessa vez, a marcação foi na hora.

No segundo tempo, um jogo ainda mais fraco do que na etapa inicial. Poucas chances de gol, falta de criatividade... A primeira boa chance só foi criada aos 25 minutos, quando Gabriel fez jogada pela direita e cruzou. Muralha se atrapalhou, soltou a bola, mas se recuperou e evitou a conclusão de Ricardo Oliveira.

Muralha, porém, não conseguiu parar Gabriel em pênalti batido aos 33 minutos. O atacante havia sido derrubado na área por Leandro Silva e pegou a bola para a cobrança. 1 a 0 para o Peixe.

O Figueirense tentou ir para cima em busca de uma reação, mas esteve mais perto de levar o segundo do que de fazer o empate. A vantagem na partida de volta, na Vila Belmiro, é do Santos.

Globoesporte.com

Nenhum comentário: