No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Inferno na Vila! Santos abre boa vantagem sobre o Corinthians na Copa BR



O Santos encara a Copa do Brasil de peito aberto e como a chance de um 2016 melhor, na Copa Libertadores. Os efeitos foram sentidos pelo Corinthians na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. 

Com gols de Gabriel e Marquinhos Gabriel, um em cada tempo, o Santos venceu o Corinthians por 2 a 0. No jogo de volta, na próxima quarta (26), o time santista pode perder por um gol de diferença que avançará. Já o time da capital terá que ganhar por três gols de diferença para ir às quartas de final. Se vencer por 2 a 0, levará a decisão para os pênaltis.

O público não foi tão grande, mas os pouco mais de 10 mil torcedores criaram uma atmosfera que o time de Dorival Júnior soube aproveitar muito bem para abrir vantagem considerável por um lugar nas quartas de final. 

Pior do início ao fim, apesar de alguns bons momentos no segundo tempo, o Corinthians voltará a São Paulo fragilizado pelo risco iminente de eliminação, pela perda de Luciano, machucado, e pela primeira derrota em dois meses. O último revés, aliás, havia sido contra o próprio Santos, na Vila. 


FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 x 0 CORINTHIANS

Data: 19/08/2015
Horário: 22h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Vicente Romano Neto (Especial 2-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (Asp Fifa-SP)
Cartões amarelos: Lucas Lima e Fagner
Público e renda: 10383 torcedores e R$ 678.150,00
Gols: Gabriel, aos 31min do primeiro tempo, e Marquinhos Gabriel, aos 33min do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique; Jadson (Danilo), Elias, Renato Augusto e Malcom (Mendoza); Luciano (Vagner Love). Treinador: Tite.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato e Thiago Maia; Gabriel (Neto Berola), Lucas Lima (Paulo Ricardo) e Geuvânio (Marquinhos Gabriel); Ricardo Oliveira. Treinador: Dorival Júnior. 

FASES DO JOGO
Primeiro tempo
Enquanto o Santos encarou a Copa do Brasil como decisão, o Corinthians entrou em campo em ritmo de férias. Com atitudes tão diferentes, a vantagem santista seria natural. Empurrado pela torcida, o time de Dorival Júnior teve oito finalizações contra uma na etapa inicial. Ricardo Oliveira se saiu bem contra Felipe, Lucas Lima ganhou quase todas de Bruno Henrique, mas era Gabriel quem se mostrava mais presente nas finalizações. Na melhor delas, em grande cruzamento de Lucas, apareceu na frente de Fagner para vencer Cássio com uma cabeçada perfeita. Vantagem justa para os santistas.

Segundo tempo
Com Vagner Love atrás da redenção, o Corinthians mudou de postura na volta do intervalo, mas ameaçou Vanderlei bem menos do que sua torcida gostaria. Atrás da oportunidade para matar o jogo, o Santos protegeu bem a defesa com destaque para o jovem volante Thiago Maia. Renato Augusto e Jadson bem que se desdobraram, mas nem Love nem Malcom tinham uma noite inspirada. Elias, preso à marcação, não teve a liberdade de sempre. E Lucas Lima, o melhor no jogo, apareceu com outra assistência: ele achou Marquinhos Gabriel que acabara de entrar para fazer o segundo, com categoria, e deixar o Santos com a mão na vaga.

PARA LEMBRAR
Luciano machucadoO atacante corintiano torceu o joelho direito e foi substituído por Vagner Love no fim do primeiro tempo

A casa de Dorival
Sexta partida e sexta vitória do treinador na Vila Belmiro desde a volta do Santos

Oito clássicos sem vitória
Tite vive sua pior sequência no Corinthians nas partidas contra os rivais

MELHOR E PIOR
Lucas Lima
Duas assistências para justificar a convocação para a seleção brasileira e a camisa 10

Malcom
Já soma jogos ruins em sequência e foi novamente muito mal na Vila Belmiro. Demorou a ser sacado

Uol Esporte

Nenhum comentário: