No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 4 de julho de 2015

Santos oferecerá salário acima do teto para novo reforço e traça perfil

Sem receita, Peixe vai em busca de atacante e volante e cogita gastar mais de R$ 200 mil mensais, teto salarial do clube, após saída de Robinho. Joias podem ser negociadas

Sem Robinho, o Santos está determinado a contratar nomes de peso para suprir a ausência de seu ídolo no ataque e também outros reforços, como por exemplo um volante mais experiente.

Depois de ter trazido 12 jogadores no ano sem gastar nada, a diretoria reconhece que desta vez precisará anunciar um atleta mais conhecido para a torcida e que tenha status de titular. Para isso, a cúpula alvinegra cogita oferecer ao novo alvo um salário acima do teto estipulado no clube: R$ 200 mil mensais. Isto ocorre porque o Peixe perdeu Robinho, que tinha os ganhos mensais mais altos, cerca de R$ 600 mil.

Porém, como o Santos não tem receitas grandes, como um patrocínio master, o novo jogador terá que ser emprestado ou vir com ajuda de investidores, fato corriqueiro nas contratações recentes do Peixe.

A única limitação imposta pela direção santista é “simples”:

– Não fazer loucuras que comprometam o Santos – afirma o vice-presidente Cesar Conforti ao LANCE!.

Sem restrição alguma, o novo nome pode ser até estrangeiro. Junto de Conforti, o presidente Modesto Roma Júnior embarcou para o Chile na quinta-feira, mas os próprios membros da cúpula negam que seja uma viagem a negócio. O objetivo seria assistir à final deste sábado entre Chile e Argentina pela Copa América.

Procurando ao mesmo tempo equilibrar as contas, o Peixe tem uma outra estratégia para arrecadar dinheiro em paralelo: a venda de uma joia. Empresários de confiança e até dos próprios atletas receberam bandeira branca para trazer ofertas da Europa pelos jogadores mais jovens, já que a janela de transferências fica aberta até o dia 21 de julho.

Embora o balanço financeiro estipule que o Santos deva arrecadar R$ 45 milhões com venda de atletas neste ano, Modesto não descarta usar tais recebíveis para investir.

Com a certeza de que Lucas Lima permanecerá no Santos (veja mais ao lado) a prioridade é ter pelo menos dois jogadores que cheguem ‘para resolver’ na disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Devido ao fato do time estar na 16ª colocação do Nacional, os dirigentes santistas têm pressa em fechar negócio e anunciar logo o novo nome.

O departamento de futebol, ciente disso, guarda até a camisa 7, herdada do Rei do Drible, para o novo atacante, que deve atuar pelo lado.

Por enquanto, só a venda de Cicinho rendeu 900 mil euros aos cofres da Vila Belmiro. A tendência é que mais gente saia e dois entrem.

Lancenet

Um comentário:

alemao disse...

OLA MEU NOME E ISRAEL SANTISTA DE JAU SP. NAO TEM UM FDP PRA ACERTA ESSE TIME. MAIS UMA DERROTA PARA O GREMIO 3 A 1 ESSE PRESIDENTE SO FALA EM DIVIDA. CONTRATA JOGADOR ANTES QUE CAIA PRA SEGUNDONA. QUEM E ESSE FILHO DA PUTA DESSE ARBITRO Q ESPULSO O GEUVANIO. SE EU TIVESSE AI EU DAVA UM CASSETE NESSE FDP