No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Santos não foi ao Chile só por Sampaoli. Clube quer contratar Vargas




O presidente do Santos, Modesto Roma, e o seu vice, César Conforti, não foram ao Chile só para acompanhar a final da Copa América, vencida pela seleção chilena contra a Argentina. O clube paulista pensou em contratar o técnico argentino Jorge Sampaoli, mas o sonho ficou impossível após o título inédito.

No entanto, o UOL Esporte apurou que a viagem não se travava apenas de Sampaoli. A diretoria santista está interessada na contratação do atacante Eduardo Vargas, artilheiro da Copa América, com quatro gols, ao lado de Paolo Guerrero.

O chileno seria a "cereja do bolo" do elenco e chegaria para substituir Robinho, que não renovou contrato com o clube e seguiu para o futebol chinês.

A diretoria santista, inclusive, quer utilizar parte da verba que utilizaria para manter Robinho para pagar o salário de Vargas. O ídolo santista ganharia cerca de R$ 900 mil mensais para renovar. No caso de Vargas, a ideia da diretoria santista é desembolsar pouco menos da metade.

No entanto, a negociação é complicada e depende da boa vontade do Napoli, da Itália. O chileno tem contrato com o clube italiano até o meio de 2017. Desta forma, a diretoria santista terá que abrir os cofres para pagar tentar a contratação por empréstimo ou em definitivo.

Assim como ocorreu com Sampaoli, o sonho de contar com Vargas ficou mais difícil após o título do Chile na Copa América. Além disso, o ex-atacante do Grêmio foi titular em todos os jogos de sua seleção na competição.

Vargas é um sonho antigo do Santos e já gerou muita polêmica entre o clube paulista e o Napoli. No início do ano passado, a ex-diretoria santista chegou a receber a minuta do contrato de empréstimo, mas ficou indignada com algumas cláusulas exigidas e desistiu do negócio.

Na época, o clube italiano não aceitou estipular valor de venda no contrato e ainda exigiu saída livre do chileno no meio de 2014 em caso de propostas de outros clubes do exterior.

Se não bastasse, o Santos ainda teria que pagar 70% do valor do empréstimo caso Vargas fosse negociado no meio do ano. A diretoria santista fez uma contraproposta e ofereceu 30% para chegar em 40% no máximo, mas foi ignorada pela cúpula italiana.

Na ocasião, os santistas já haviam acertado salários com Vargas, que rejeitou o São Paulo para ficar com a oferta santista. O chileno receberia cerca de R$ 350 mil para defender o time da Vila Belmiro por um ano.

Uol Esporte

Nenhum comentário: