No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Após 4 a 1, Marcelo se vê prejudicado por especulação e pede ação ao Peixe

Técnico indica 'desatenção' e 'infelicidade' como razões para os quatro gols sofridos no segundo tempo da partida contra o Goiás. Ele será substituído nesta quinta-feira

A diretoria do Santos busca um treinador para a sequência da temporada e deve anunciar Dorival Júnior nesta quinta-feira. Em paralelo a este processo de reuniões e negociações, o time entrou em campo nesta quarta-feira e foi goleado por 4 a 1 pelo Goiás, no Serra Dourada, pela 12ª rodada do Brasileirão. O comandante da equipe nesta derrota histórica foi Marcelo Fernandes, que admitiu ter tido o trabalho atrapalhado pelas especulações em torno da contratação de um novo comandante.

- Já teve uma vez em que o Oswaldo (de Oliveira) viria e não deu certo. Aí eu fico aqui em Goiás há dois dias escutando tudo o que falam via imprensa e isso é ruim para o trabalho. Por isso que agora é mais uma hora importante que eles (diretoria) têm que se manifestar e fazer o que tem que ser feito - bradou Marcelo, efetivado no comando do Santos em março, e pedindo ação à diretoria para o anúncio de um novo técnico ou a manutenção de seu trabalho.

Marcelo Fernandes, mais uma vez, elogiou a disposição do grupo de jogadores mesmo com a quarta derrota consecutiva do Santos, resultado que manteve o time na 17ª colocação, com chances de se tornar penúltimo ao fim desta rodada. Na zona de rebaixamento e sem vencer como visitante no Brasileirão, o técnico indicou "infelicidade" e "desatenção" como razões do placar negativo.

- O jogo se resumiu nos 16 minutos do segundo tempo, porque o Goiás ganhou na oportunidade dada pela gente. O Goiás teve mérito, claro, mas por infelicidade e desatenção nossa. Infelizmente isso está acontecendo com o Santos. Mas agora é hora de dar força para essa molecada - argumentou o treinador, questionado depois sobre a avaliação que faz de seu trabalho até o momento.

- Minha avaliação é super positiva. Minha consciência é positiva. Quem vai no dia a dia sabe do meu trabalho, sabe que perdemos jogadores e que o campeonato é pesado - disse o comandante que entrou em campo com sete desfalques no Serra Dourada.

Lancenet

Um comentário:

clayton disse...

Esse marcelo é um amador....