No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Santos tenta repetir ano de título e reagir após início frustrante


As campanhas do Santos nas últimas edições do Campeonato Brasileiro têm desmotivado o torcedor alvinegro. A equipe que conquistou uma soberania no Estadual, com sete finais seguidas – quatro títulos – não passa de um sétimo lugar no nacional desde 2008. E, neste temporada, a história parece se repetir.

Há um mês, o Peixe fazia a festa na Vila Belmiro ao se sagrar campeão Paulista em cima do Palmeiras. No entanto, após seis rodadas do Brasileirão, a equipe já vive uma crise por causa dos poucos seis pontos conquistados, com apenas uma vitória e uma pressão muito forte sob o técnico Marcelo Fernandes.

Porém, analisando as estatísticas do Peixe desde 2003, quando se deu início a Era dos pontos corridos no país, na única vez que o alvinegro praiano somou apenas seis pontos nas seis primeiras rodadas, acabou se sagrando campeão. Em 2004, a situação era ainda pior a esta altura, pois o clube já acumulava quatro derrotas. Mas, vale lembrar que no ano do Bi santista o Campeonato Brasileiro contava com 24 equipes e, portanto, o time teve fez 46 partidas para alcançar o título.

“Estou aqui há cinco anos e o Santos, do meio para fim (do campeonato), se destaca. O que impossibilita chegar é o começo do campeonato. Isso foi colocado para eles, que é importantíssimo pegar uma gordura no início do campeonato, é importantíssimo mudarmos essa história”, disse o técnico Marcelo Fernandes, na véspera da estreia de sua equipe, sem imaginar que o Santos novamente passaria apuros nos primeiros desafios.
Ivan Storti/Santos FC

Após seis rodadaso, Marcelo Fernandes já vive crise por causa dos poucos seis pontos conquistados

De 2003 para cá, analisando apenas até a sexta rodada, o time da Vila Belmiro só teve início pior em 2012, quando somou quatro pontos, e em 2008, quando tinha apenas cinco pontos conquistados. O clube terminou as competições em 8º e 15º, respectivamente.

Os números gerais também não são nada favoráveis ao Santos. A equipe não passa uma rodada no G-4 do Campeonato Brasileiro desde a 31ª rodada da edição de 2010. Além disso, depois de 2007, quando foi vice-campeão, a melhor colocação que o Peixe conseguiu foi um 7º lugar, em 2013. Isso também contribui para o clube ser o grande paulista que está há mais tempo sem disputar a Copa Libertadores da América. A última participação aconteceu em 2012, ano do centenário santista, mas Neymar e companhia caíram na semifinal, contra o Corinthians que viria a ficar com a taça.

Nesta quarta-feira, contra o Atlético-MG, no estádio Independência, os comandados de Marcelo Fernandes tentam acabar com a incômoda série de cinco jogos sem vencer, somando a derrota para o Sport, pela Copa do Brasil, e, quem sabe, dar início a uma arrancada no Brasileirão. Afinal, o time começa a sétima rodada na 16ª posição, dois pontos à frente da zona de rebaixamento, e a nove pontos do líder Atlético-PR.

Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: