No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Santos negocia venda de Cicinho a empresários, mas destino é incerto

Presidente Modesto Roma Júnior confirma a venda dos direitos econômicos do lateral e vê a Ponte como provável destino. Clube campineiro, porém, já desistiu do negócio

O lateral-direito Cicinho deve deixar o Santos, mas ainda não há um destino definido. Nesta segunda-feira, o clube da Vila Belmiro encaminhou a venda de parte dos direitos econômicos do lateral-direito ao grupo Elenko Sports, do empresário Fernando Garcia. Os valores giram em torno de R$ 2,5 milhões, por 63,88% dos direitos dele. A Teisa, dona outra fatia, diz desconhecer o negócio. 

Até o fim de semana, existiam negociações para que ele retornasse à Ponte Preta, onde ficaria até o fim do ano. O clube de Campinas, onde o jogador despontou, seria usado como uma ponte para a negociação com o exterior, que deve ser feita com cifras maiores. O problema é que, apesar de fazer alguns negócios com a Elenko, a Macaca desistiu da contratação do jogador, já que tem Rodinei em grande fase. 

Presidente do Peixe, Modesto Roma Júnior confirmou a venda em contato com a reportagem, e disse acreditar que o jogador está mesmo a caminho de Campinas.

– Vendemos o jogador para a Penapolense, mas ele deve ir para a Ponte Preta. Ainda precisa fazer os exames – disse o presidente, em contato telefônico.

O clube de Penápolis é um parceiro esportivo do grupo de empresários, e seria usado para registrar os direitos federativos do lateral de 26 anos. Vale lembrar que, pela nova legislação da Fifa, as negociações são feitas apenas entre clubes. 

Procurado, Fernando Garcia também confirmou as negociações, mas também não bateu o martelo sobre a nova casa do jogador.

– Ele deve ir pra Ponte, mas não tem nada certo ainda – limitou-se a dizer, também por telefone.

Contratado em junho de 2013 por R$ 6 milhões após boa passagem por Campinas, o lateral começou como titular, mas virou reserva de Victor Ferraz em 2014. Neste ano, teve chances com a lesão de Chiquinho, mas depois também sofreu um problema clínico, atuando em apenas 17 partidas na temporada. Ao todo, fez 101 partidas, marcou quatro gols e foi campeão paulista. 

Globoesporte.com

Nenhum comentário: