No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Santos arranca empate do Galo, mas mantém técnico pressionado


Dois volantes, uma para cada lado. Foi assim que Atlético-MG e Santos entraram em campo para o jogo da sétima rodada do Campeonato Brasileiro e o resultado não poderia ser diferente. Muitos gols, boas jogadas e grandes chances criadas pelas duas equipes. O empate em 2 a 2 valorizou a coragem dos dois treinadores, mas foi péssimo para ambos

O Atlético somou apenas um ponto em duas partidas seguidas em casa. Embora o clube mineiro esteja melhor colocado do que o rival, as duas equipes entraram no Brasileirão com ambições diferentes. O Atlético fala abertamente em título e tropeçar duas vezes seguidas diante de seus torcedores é algo que faz o time de Levir Culpi terminar fora do G4 após sete rodadas disputadas.

Já o Santos completou cinco rodadas sem triunfos e pode entrar na zona de rebaixamento no final de semana, dependendo dos resultados das partidas envolvendo Palmeiras e Flamengo. No entanto, de positivo fica a forma como a equipe atuou em Belo Horizonte. O resultado positivo não veio, mas a confiança para sequência do Brasileirão fica maior.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 2 SANTOS

Data: 10/06/2015 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 10.536 pagantes
Renda: R$ 346.240,00
Árbitros: Wilton Pereira Sampaio - GO (FIFA)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises - RJ (ESP-1) e Victor Hugo Imazu dos Santos - PR (CBF-2)
Cartões amarelos: Guilherme (CAM) Lucas Lima, Werley e Gustavo Henrique (SAN)
Gols: Ricardo Oliveira aos 18 min, Werley (contra) aos 28 min e Dátolo aos 42 min do primeiro tempo; Gabriel aos 9 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor; Patric, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Dátolo e Giovanni Augusto (Guilherme, aos 21 do 2º); Carlos (Maicosuel no intervalo), Thiago Ribeiro e Lucas Pratto (Jô, aos 21 do 2º).
Técnico: Levir Culpi.

SANTOS
Vladimir; Daniel Guedes, Werley, Gustavo Henrique, Victor Ferraz; Lucas Otávio, Elano (Rafael Longuine aos 13 do 1º), Lucas Lima; Geuvânio (Thiago Maia, aos 43 do 2º), Ricardo Oliveira e Gabriel Barbosa (Leandrinho aos 23 do 2º).
Técnico: Marcelo Fernandes.

COMO FOI O JOGO
Primeiro tempo
O Santos optou por jogar nos contra-ataques. Apesar de sofrer pressão, a equipe santista abriu o placar com um belo gol, em jogada individual, de Ricardo Oliveira. No entanto, os santistas permitiram a virada do Atlético-MG ainda no primeiro tempo.

Segundo tempo
O Santos voltou mais ofensivo e empatou o jogo logo no início. Gabriel Barbosa marcou de perna esquerda após boa jogada de Lucas Lima e Victor Ferraz do lado esquerdo do ataque. O time mineiro recuou na segunda etapa e "aliviou" para o alvinegro praiano. Quando chegou ao ataque, o Galo parou no goleiro Vladimir, que estava inspirado e fez grandes defesas.

DESTAQUES
Não aguenta
Elano foi titular devido a ausência de Renato, lesionado, mas o meia não aguentou o ritmo do jogo e saiu lesionado aos 13 minutos do primeiro tempo.

A culpa é do campo!
Elano alega que sofreu a lesão, pois não pôde aquecer no gramado do estádio Independência. O jogador fez o aquecimento no vestiário.

MELHORES
Vladimir, Santos
O goleiro fez grandes defesas na partida e evitou a derrota do Santos

PIORES
Werley, Santos
O zagueiro fez um gol contra e voltou a demonstrar deficiência no posicioamento

Uol Esporte

Nenhum comentário: