No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 30 de junho de 2015

Robinho se magoa com proposta que reduz salário e fica mais longe do Santos



O atacante Robinho ficou magoado com a proposta de renovação do Santos por causa de uma cláusula. O acordo oferecido pelo clube paulista de três temporadas prevê uma espécie de contrato de produtividade no último de ano de vínculo.

Desta forma, o camisa 7 teria que produzir bastante em campo para manter o salário de quase R$ 900 mil mensais oferecido pelo alvinegro praiano nos dois primeiros anos de contrato.

Robinho não gostou da proposta, queria receber ordenado fixo até o fim do contrato e, por isso, preferiu esperar a sua participação na Copa América, no Chile, onde defendeu a seleção brasileira, para definir seu futuro.

Titular nos dois últimos jogos do Brasil, com direito a gol contra o Paraguai, Robinho deixou a competição mais valorizado e recebeu propostas do futebol brasileiro e do exterior. Duas delas superam as ofertas santistas – um do Cruzeiro e outra do Guangzhou Evergrande, da China, time treinador por Luiz Felipe Scolari e que contratou o ex-corintiano Paulinho.

O presidente Modesto Roma já avisou que o Santos não cobrirá nenhuma proposta que tenha Robinho recebido. O clube não aumentará um centavo do que foi proposto ao jogador antes da Copa América. A negociação emperrou de tal maneira que os santistas nunca mais foram procurados pelos representantes do atacante. 

"Não [propostas para o Santos cobrir], a última proposta foi a que o Santos fez ao Robinho, mais nada. Não [aumenta oferta], o Santos não sabe mais nada. Não há [reunião], na hora que quiserem falar com a gente estamos prontos a atende-los", disse Modesto.

Recentemente, Robinho fez uma promessa ao presidente Modesto Roma que só vestiria a camisa do Santos no Brasil. No entanto, os dirigentes santistas acreditam que o jogador não cumprirá o prometido caso os chineses desistam de sua contratação.

Na Vila Belmiro, há quem acredite que o Santos virou a terceira opção do camisa 7, atrás do time de Felipão e do Cruzeiro. O clube mineiro voltou com força a brigar por Robinho após a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Uol Esporte

Nenhum comentário: