No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 24 de junho de 2015

De olho na Seleção, Lucas Lima deve recusar propostas e ficar no Santos


Presidente Modesto Roma manifesta otimismo em relação ao "fico" do meia, cobiçado por clubes do futebol europeu. Jogador quer concentrar ações em seu pai

Apesar do assédio internacional, o meia Lucas Lima deve permanecer no Santos na temporada 2015. O principal armador da equipe comandada por Marcelo Fernandes acredita que ainda pode se valorizar mais no Brasil e chegar à Seleção sem ir à Europa. 

O jogador, inclusive, se distanciou da empresa que cuida de sua carreira, a Khodor Soccer, do empresário Edson Khodor. Agora, Lucas Lima deve centralizar as tratativas envolvendo futebol, não publicidade e outros assuntos, em seu pai.

Vale ressaltar que o atleta ainda tem vínculo com Khodor até 2018 e ainda não pode cuidar totalmente de sua carreira. Para isso, precisaria pagar multa e encerrar o contrato com o empresário.

– Almocei com o empresário dele. Ele me disse que está terminando a relação dele com o Lucas e foi isso que conversamos – afirmou Modesto Roma Júnior durante evento na Vila Belmiro, na noite desta terça-feira. 

– Fogo de morro acima, água de morro abaixo. Jogador que quer ficar, ninguém segura. Não sei se forçaram a barra para sair. Muitas vezes, empresário quer forçar lucro. Por isso está errado essa relação de empresários. Quando o empresário manda, a qualidade do futebol não interfere – acrescentou o dirigente. 

Poucos minutos depois de conceder entrevista coletiva na Vila Belmiro, durante lançamento do livro "Time da Virada", Modesto Roma Júnior entrou em contato com a reportagem para dizer que se equivocou e que Lucas Lima não está literalmente rompendo com seu empresário, apenas quer concentrar as ações em seu pai.

Edson Khodor também entrou em contato para explicar que o jogador tem contrato de gerenciamento de carreira com sua empresa até 2018.

Na última semana, a cúpula do Santos divulgou que havia cedido uma carta a Lucas Lima, liberando o meia a passar por exames médicos no Porto, de Portugal. A expectativa do clube era faturar R$ 9 milhões, além de lucros em uma futura negociação do atleta. Agora, no entanto, o presidente alvinegro diz enxergar um novo quadro na situação. 

– O Lucas, simplesmente, nos disse que quer ficar. Não há percentagem que mude essa decisão – declarou Modesto.

Representado pelo empresário Renato Duprat, a Doyen Sports tem 80% dos direitos econômicos de Lucas Lima, enquanto que a Khodor Soccer é dona de 10% O Santos tem os 10% restantes.

Nesta terça, o presidente do Santos participou de evento na sede do clube, que começou com homenagem a seu pai, Modesto Roma, ex-presidente alvinegro. Em seguida, os festejos continuaram com o lançamento do livro "Time da Virada", que relata através de fotos a conquista do Peixe no último Campeonato Paulista. 

Errata: O GloboEsporte.com publicou uma nota às 19h34 dizendo que Lucas Lima havia rompido com Edson Khodor, de acordo com o que o presidente Modesto Roma Júnior falou em entrevista na Vila Belmiro. A informação foi passada pelo mandatário, que entrou em contato com a reportagem para se retratar, após conversar com o empresário. O GloboEsporte.com pede desculpas aos leitores pelo equívoco. A informação foi corrigida às 21h48.

Globoesporte.com

Nenhum comentário: