No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Com Guto Ferreira longe de acerto, Santos sonda alternativa: Gilson Kleina

Técnico da Ponte Preta tem pedidas acima do esperado pela diretoria, que já procura descobrir os valores de salário e multa rescisória do atual comandante do Avaí

Apesar do ponto conquistado fora de casa nesta quarta-feira, no empate por 2 a 2 com o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro, o Santos segue em busca de um treinador para a sequência da temporada. Entre as soluções "baratas" pensadas pela diretoria, uma já está praticamente descartada no clube: Guto Ferreira.

O atual técnico da Ponte Preta recebeu uma oferta para ter o salário dobrado no Santos, mas sua pedida foi ainda maior e desanimou o clube. Além disso, ele ainda queria levar dois auxiliares e um fisiologista, outra condição rejeitada. Além de já ter Serginho Chulapa na primeira função, o Peixe ainda conduziria Marcelo Fernandes de volta à condição de assistente, o que impede a contratação de mais três profissionais para a comissão técnica permanente.

Sendo assim, novas alternativas foram levantadas, e o LANCE! apurou que um profissional já foi até sondado. Atualmente no Avaí, Gilson Kleina interessa a parte da diretoria do Santos. Com o técnico campeão da Série B de 2013 pelo Palmeiras, o procedimento do Santos foi exatamente igual ao feito com Guto Ferreira: consulta sobre multa rescisória e salário, mas sem garantia de proposta, já que o nome não é unanimidade entre os comandantes.

O rendimento mensal de Gilson Kleina, de cerca de R$ 150 mil, é compatível ao valor que o Santos deseja pagar pelo seu novo treinador, mas a sondagem pode não ser efetiva caso a pedida seja considerada alta, como foi com o técnico da Ponte. Preocupado com o risco de perder Kleina, o Avaí deseja conversar com os empresários do técnico para pelo menos aumentar a multa rescisória antes do Santos oficializar a proposta.

Desde que convocou entrevista coletiva para bancar a permanência de Marcelo Fernandes na vaga do demitido Enderson Moreira, o presidente Modesto Roma tem dado declarações contraditórias sobre o assunto. Ao L!, nesta semana, ele até traçou o perfil do possível novo técnico dizendo que ele precisa "chegar para resolver". A sequência de seis jogos sem vencer assusta a diretoria, que tem buscado alternativas para apresentar no intervalo de dez dias antes do jogo contra o Corinthians.

Sem Guto, Kleina é a bola da vez, mas outros nomes podem surgir nos próximos dias.

Lancenet

Nenhum comentário: