No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 30 de junho de 2015

Com advogados, Santos tenta se prevenir contra prejuízo em caso Neymar

O Santos já tem advogados na Espanha para tentar se prevenir contra um possível prejuízo em processo relacionado à venda de Neymar, movido pela DIS. A empresa cobra do Barcelona, do clube santista e do jogador indenização de 40 milhões de euros por supostamente ter sido lesada no negócio. Por isso, o atleta,os times e seus cartolas respondem por corrupção e fraude.

A alegação da DIS, que tinha 40% dos direitos sobre o atleta, é de que a transação foi bem maior do que os R$ 23 milhões pago pelos espanhóis aos santistas. Uma das bases para a cobrança é o contrato entre Barcelona e Santos em que os dois aceitam dividir indenização caso a empresa ganhe direito a um dinheiro a mais pela transação. O Marca revelou o contrato ao qual o blog teve acesso.

Preocupado, o Santos já tem advogados do escritório Cremaldi para acompanhar o caso em que o clube é processado. “Queremos ver se há direitos a créditos ou ver se há débitos que possamos ter na negociação'', contou o vice-presidente do Santos, César Conforti.

Outra frente de atuação do Santos é na Fifa, onde pede uma análise da transação e a instituição de uma arbitragem do caso. “Está em andamento. Fizemos um pedido de análise à Fifa'', informou Conforti. “Não tenho como falar ainda porque teríamos que esperar um resultado da arbitragem.'' Até agora, a federação internacional não viu irregularidade na transação.

O contrato entre Barcelona e Santos é assinado pelo ex-presidente Odílio Rodrigues e o presidente do clube espanhol Josep Bartomeu. O blog apurou que foi um pedido do Santos com medo de a DIS entrar com uma ação de cobrança e exigir dinheiro do time brasileiro. Assim, o valor seria dividido com os barcelonistas.

Esse não é a única surpresa para atual diretoria santista. Uma auditoria constatou irregularidades nas prestações de conta de Rodrigues em 2014, o que levou a reprovação dessas. Agora, uma comissão vai analisar o tamanho do problema que pode chegar a constatação de que o Santos tem uma dívida maior do que a revelada pelo balanço.

Rodrigo Mattos/Uol

Nenhum comentário: