No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 12 de maio de 2015

Ele merece? Técnico ganha menos que reservas no Santos e quer salário maior


O técnico Marcelo Fernandes quer ser valorizado no Santos após a conquista do Campeonato Paulista, diante do Palmeiras, há pouco mais de uma semana. O UOL Esporte apurou que o treinador recebe R$ 15 mil de salário mensal e já pediu aumento a diretoria santista.

O atual ordenado do treinador ainda é de funcionário comum. Ele tem carteira assinada pela CLT [Consolidações das Leis de Trabalho] e está registrado como membro da comissão técnica.

O salário de Marcelo Fernandes é modesto comparado aos padrões dos grandes clubes do futebol brasileiro e até dos jogadores e demais profissionais do Santos.

O treinador recebe menos do que vários atletas que sequer são titulares do elenco. Entre eles, os reservas Caju, Cicinho, Gustavo Henrique, Lucas Otávio e Leandrinho.

"Não me tira o sono, a diretoria vai saber reconhecer tudo o que fizemos aqui, até agora soube. Não tive conversa com relação a dinheiro nesses meses todos, tenho pessoas que, por livre e espontânea vontade procuraram me ajudar", disse Fernandes.

"A diretoria sempre se mostrou presente no dia a dia. Sou bem claro, é bem bonito ser campeão, é legal, muito bom, estou preparado para tudo, quero trabalhar cada vez mais. A diretoria com certeza vai saber reconhecer o meu valor", completou.

Apesar de reconhecer o bom trabalho de Marcelo Fernandes, a diretoria santista não está inclinada a conceder um aumento salarial neste momento. Nos bastidores, dirigentes do clube alegam que um reajuste no ordenado encerrará a oportunidade de Fernandes voltar a ser auxiliar caso o clube decida contratar outro comandante.

Em meio ao Campeonato Paulista, o presidente Modesto Roma se reuniu com os representantes do técnico Cristovão, ex-Fluminense, e não descartou a contratação do treinador para o Brasileirão. No entanto, os resultados de Marcelo Fernandes impedem a chegada de um novo treinador. 

Fernandes assinou contrato com a empresa de Neymar. O pai do camisa 11 do Barcelona, da Espanha, gerenciará a carreira do técnico santista. Os dois são amigos há muito tempo, e até conquistaram títulos atuando no futebol de várzea da Baixada Santista. Logo, o Santos terá que voltar a negociar com o estafe de Neymar.

Uol Esporte

Nenhum comentário: