No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Apagão! Santos sofre empate no final e não elimina jogo de volta



O Santos empatou com o Maringá por 2 a 2 nesta quarta-feira, no estádio Willie Davids, em jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil, e deixou o Paraná com "gosto de derrota". A equipe santista vencia por 2 a 0 até aos 36 minutos do segundo tempo. O resultado eliminava o jogo de volta na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro. No entanto, o time paulista sofreu um "apagão" de dez minutos e perdeu a chance de folgar no meio da próxima semana. O gol de empate do Maringá saiu aos 45 minutos da etapa final.

O Santos entrou em campo com apenas um titular que iniciou a decisão do campeonato Paulista, diante do Palmeiras, no último domingo, na Vila Belmiro. O goleiro Vladimir foi o escolhido do técnico Marcelo Fernandes para representar os titulares.

Santos iniciou a partida com oito jogadores revelados pelo clube – Vladimir, Gustavo Henrique, Paulo Ricardo, Caju, Lucas Otávio, Leandrinho, Lucas Crispim e Gabriel Barbosa.

Além de mostrar entrosamento, a equipe reserva do Santos contou com atletas inspirados em campo. Gabigol fez uma grande partida atuando como centroavante. Elano, além de armar o time, abriu o placar com um gol de cabeça. A dupla de zaga formada pelos jovens Gustavo Henrique e Paulo Ricardo também se mostrou muito segura e técnica. Tudo isso até aos 36 minutos do segundo tempo, quando time desligou em campo.

Fases do jogo:

Mesmo atuando com o time B, o Santos iniciou o jogo mostrando que estava interessado em vencer por dois gols de vantagem e eliminar o jogo de volta, na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro.

O técnico Marcelo Fernandes utilizou o mesmo esquema tático da equipe principal – o 4-2-3-1. Elano fez a função de Lucas Lima ao jogar centralizado na armação das jogadas. Marquinhos Gabriel e Lucas Crispim atuaram pelos lados do campo, enquanto Gabigol jogou como centroavante.

No início, os santistas levaram um susto. Após cobrança de falta, Gabriel Barcos cabeceia e acerta o canto esquerdo de Vladimir. A arbitragem marcou impedimento do atacante paranaense.

Depois disso, Elano começou a mostrar sua experiência em campo. O camisa 22 bateu falta com perigo e obrigou o goleiro do Maringá a fazer uma boa defesa. Em seguida, o ídolo santista apareceu na pequena área como um exímio centroavante e, de cabeça, abriu o marcador para o Santos.

Gabigol, o verdadeiro centroavante do time, ainda teve duas boas oportunidades. Nas duas jogadas, o camisa 10 roubou a bola na saída da defesa do Maringá e finalizou com perigo. Na primeira tentativa, ele chutou cruzado para fora. Já na segunda, o goleiro Ednaldo teve que fazer outra boa defesa para evitar o gol santista.

O camisa 10 ainda marcou um gol após tabela com Elano, mas a arbitragem marcou impedimento. Mas o segundo gol santista foi marcado por Marquinhos Gabriel. O meia recebeu passe de Lucas Crispim e, da marca do pênalti, chutou forte para ampliar a vantagem.

O melhor: Gabigol. Não fez gol, mas se movimentou muito como centroavante e criou muitas jogadas.

O pior: Marcelo Xavier. O zagueiro errou demais na saída de bola e comprometeu a defesa.

Para lembrar:

Chulapa não viajou. O auxiliar técnico, Serginho Chulapa, não viajou para Maringá, pois ficou com os titulares em Santos.

Santistas comemoram 4 gols. Além dos dois do Santos, a torcida santista do Paraná vibrou com os gols do Guarani contra o Corinthians, na Libertadores.

Uol Esporte

Nenhum comentário: