No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Zagueiro com dengue será testado e pode jogar final; Gabigol pede passagem



O técnico Marcelo Fernandes está com problemas para escalar a dupla de zaga para a segunda e decisiva partida da final do Campeonato Paulista, diante do Palmeiras, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. O UOL Esporte apurou que, por falta de opções no setor, o treinador deve testar o zagueiro Werley no treino fechado desta quinta-feira, no CT Rei Pelé, ao lado de David Braz.

Werley ainda se recupera de dengue e perdeu alguns quilos nos últimos dias, mas o treinador quer testá-lo mesmo assim, pois Gustavo Henrique não está totalmente recuperado de lesão muscular, e Paulo Ricardo cumpre suspensão. Se for aprovado, Werley começa o clássico como titular.

Marcelo Fernandes segue realizando treinos fechados para a decisão. Na semana passada, além de Chiquinho avançado no meio-campo na posição de Robinho, o treinador também testou Gabriel Barbosa no setor de ataque.

Em um dos treinos táticos sem a presença da imprensa, mas sob os olhares do presidente Modesto Roma e até do ex-presidente Marcelo Teixeira, que acompanhavam a atividade, no CT, Gabigol marcou dois gols e deu assistência para o gol de Ricardo Oliveira.

Com boa atuação nos treinos desde a semana passada, o camisa 10 será uma das opções no decorrer da partida caso o Santos não tenha alcançado o resultado que necessita para conquistar o título no próximo domingo. Na última terça-feira, em jogo-treino dos reservas contra o time sub 20, Gabigol voltou a brilhar ao marcar três gols.

Já Robinho e Valencia ainda não realizaram nenhum trabalho tático com os demais companheiros nesta semana. No entanto, os dois jogadores, que se recuperam de lesões musculares, devem ser escalados por Marcelo Fernandes na decisão.

O Santos ainda realizará três trabalhos táticos antes da final contra o Palmeiras, neste domingo, na Vila. Robinho será utilizado no clássico mesmo que não participe das atividades.

O ídolo santista continua o tratamento de uma lesão de grau 1 na coxa esquerda na academia do clube. A lesão do capitão do Santos e sua ausência na primeira partida foi revelada pelo UOL na última quinta-feira. Os santistas pretendiam esconder o problema para não "dar armas" ao técnico Oswaldo de Oliveira, do Palmeiras.

O Santos precisa vencer por dois gols de diferença para conquistar o título paulista. Caso vença por um gol de diferença a decisão será disputada nos pênaltis. Empate garante o título ao Palmeiras.

Uol Esporte

Nenhum comentário: