No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 5 de abril de 2015

Corinthians e Santos empatam em tarde inspirada de Vladimir



Corinthians e Santos fizeram um bom jogo na tarde deste domingo e empataram, por 1 a 1, em Itaquera. Um resultado que satisfaz as duas equipes, já que os donos da casa mantiveram as invencibilidades na temporada (22 jogos) e no estádio (29 jogos), além de garantirem a primeira colocação geral da primeira fase do Paulista. Os visitantes, por sua vez, conseguiram o pontinho que seu treinador sempre quis, além de não ter perdido para o maior rival fora de casa.

Mas um resultado que teve um protagonista: Wladimir, o melhor em campo. Ele foi o principal responsável para que o Peixe tivesse a chance de empatar na segunda etapa, com Ricardo Oliveira - Felipe, de cabeça, havia aberto o placar. Quando um goleiro termina como maior destaque é porque a supremacia do adversário foi incontestável. E foi o que se viu no primeiro tempo na Arena Corinthians...

O goleiro do Peixe fechou o gol e parou Guerrero, que está em fase iluminada e vem marcando um atrás do outro. Vladigol, como é apelidado de forma pejorativa na Baixada, fez defesas por baixo, por cima, no estilo milagrosa, com sorte... de todos os jeitos. Uma barreira! Mas água mole em pedra dura tanto bate até que fura. E furou. E com dois jogadores de destaque na equipe corintiana.

Jadson, em mais uma assistência na temporada, bateu escanteio na cabeça de Felipe, que colocou no canto direito de Wladimir e marcou outro gol em 2015. Sim, o zagueiro tão contestado é um dos destaques. Não é exagero dizer que o placar mínimo ficou de bom tamanho para os visitantes. Após 45 minutos de tanta diferença de intensidade e chances de gols, perder pelo mínimo foi ótimo.

Para a segunda etapa, com os mesmos titulares, o panorama iniciou parecido, com o toque de bola do Timão e a marcação do Peixe. Mas o técnico Marcelo Fernandes resolveu criar coragem e colocou Geovanio no lugar de Elano, algo que deveria ter feito desde o início. E a mudança não demorou para dar fruto. O jovem iniciou a jogada, tocou para Lucas Lima, que abriu na esquerda. A bola foi cruzada na área para Ricardo Oliveira, que não havia pegado na bola. Mas artilheiro é artilheiro. E a cabeçada foi no canto de Cássio: 1 a 1.

Os donos da casa sentiram o empate e passaram a tentar ficar com a bola nos pés. Os visitantes, por sua vez, criaram mais coragem e foram para cima em busca da virada. Mas o placar era satisfatório para as duas equipes, já que o Corinthians manteve sua invencibilidade e o Santos somou ponto.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 SANTOS

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data/Hora: 5/4/2015 – 16h

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

Auxiliares: Marcelo Carvalho van Gasse (SP) e Anderson J. de Moraes Coelho (SP)

Renda/Público: R$ 1.833.746,95 /32.199 pagantes

Cartões Amarelos: Fagner e Sheik (COR); Valencia, Victor Ferraz, Geuvânio e Cicinho (SAN)

GOLS: Felipe, 39'/1ºT (1-0); Ricardo Oliveira, 14'/2ºT (1-1)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Elias, Renato Augusto (Petros, 38'/2ºT), Jadson e Emerson Sheik; Guerrero (Vagner Love, 35'/2ºT).Técnico: Tite.

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Werley, David Braz e Chiquinho (Cicinho, 27'/2ºT); Valencia, Renato, Elano (Geuvânio, 11'/2ºT) e Lucas Lima; Robinho (Gabriel, 47'/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Marcelo Fernandes.

Lancene

Nenhum comentário: