No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 12 de março de 2015

Santos bate Palmeiras de virada e se mantém como melhor time de São Paulo



O Santos segue como o melhor time do Estado. A vitória desta quarta-feira (11) foi no clássico contra o Palmeiras, na Vila Belmiro. Com bela atuação de Ricardo Oliveira, que marcou um e deu outra assistência, a equipe venceu por 2 a 1 e segue invicta no Campeonato Paulista, com sete vitórias e dois empates.

O primeiro tempo do clássico empolgou mais do que o segundo, mas os mais de 10 mil torcedores que foram ao estádio presenciaram um jogo movimentado, com chances para os dois lados. O triunfo faz o time da Baixada Santista chegar aos 23 pontos, mais líder do que nunca no grupo D, 13 à frente do XV de Piracicaba, o vice-líder. Já a agremiação da capital segue com 18 pontos, agora seis à frente do Botafogo, o segundo colocado. 

Agora, na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o XV de Piracicaba em jogo marcado para 11h do próximo domingo, no Allianz Parque. Já Santos viaja para enfrentar o Marília, às 18h30 de sábado. 

Fases do jogo: O Palmeiras começou a partida pressionando bastante o Santos e logo conseguiu abrir o placar. Em uma sequência de quatro escanteios, Robinho acertou um deles na cabeça de Vitor Hugo, que cabeceou no canto esquerdo de Vanderlei, sem dar chances para o rival. O Santos reagiu imediatamente, tomou o controle da bola e amassou o rival, com ótimas jogadas do Robinho santista. Os zagueiros se viravam como podiam, e a velocidade era aliada dos palmeirenses para tentar assustar. Até que Ricardo Oliveira recebeu ótimo passe de Victor Ferraz pela esquerda e cruzou para Renato só empurrar para empatar. 

Logo em seguida, o Santos quase virou a partida com mais uma belíssima jogada de Robinho. De fora da área, ele chutou e acertou o pé da trave de Prass. No rebote, a zaga conseguiu afastar após se assustar. O Palmeiras, então reagiu com mais uma bela finalização, dessa vez, de Robinho, com chute fora da área. O ritmo físico passou a cair, e as equipes aguardaram mais para voltarem aos vestiários. 

No segundo tempo, o jogo começou com menos espaço entre as equipes e menos oportunidades de gol. A alternativa de Oswaldo foi colocar Zé Roberto no meio-campo, assim como havia sido contra o Bragantino, abrir Robinho e colocar João Paulo na esquerda. O substituído foi o sumido Allione. Imediatamente após a mudança, Ricardo Oliveira recebeu bola e girou em cima de Vitor Hugo com facilidade impressionante. Mais impressionante ainda foi a frieza do atacante ao tocar por cima de Prass e confirmar a virada. O placar fez o Santos se acalmar em campo. A última tacada de Oswaldo foi colocar Gabriel Jesus no lugar de Robinho. Mas não adiantou. 

O melhor: Ricardo Oliveira. O atacante apareceu de surpresa no primeiro gol e viveu minutos de garçom. No segundo, mostrou uma frieza impressionante na frente de Prass e deu toque por cima do goleiro para completar a virada. 

O pior: Allione. O argentino quase não tocou na bola e deu sequência à queda vertiginosa de produção que tem em relação ao início de temporada. Foi substituído por João Paulo. 

Para lembrar: 
Provocação. Como não poderia ser diferente, Arouca foi provocado pelos santistas e recebeu defesas dos palmeirenses. "Arouca, vai se f..., deixou o Santos para jogar a Série B", diziam os alvinegros. "Santos, vai se f..., Arouca veio para o Palmeiras para receber", rebateram os alviverdes. 

Que fase, Nobre! O presidente do Palmeiras está em seu terceiro mandato e só conseguiu ver sua equipe vencer um clássico: contra o São Paulo, no ano passado. 

Ainda freguês. Mesmo com a vitória nesta quarta-feira, o Santos segue perdendo mais do que ganhando para o Palmeiras na Vila. Em 102 partidas, foram 43 vitórias alviverdes, 18 empates e 41 triunfos santistas.


FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 1 PALMEIRAS

Data: 11 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luis Alexandre Nilsen
Cartões amarelos: Geuvânio, Ricardo Oliviera, Valencia , Lucas Lima e David Braz (SAN); Arouca e Dudu (PAL)
Gols: Vitor Hugo, aos 7 minutos do 1º tempo; Renato aos 27 minutos do 1º tempo. Ricardo Oliveira, aos 16 minutos do 2º tempo

SANTOS: Vanderlei, Cicinho, David Braz, Werley, Victor Ferraz; Valencia, Renato, Lucas Lima; Geuvânio (Gabriel), Ricardo Oliveira (Elano) e Robinho (Thiago Ribeiro).
Técnico: Marcelo Fernandes

PALMEIRAS: Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca e Gabriel; Dudu, Allione (João Paulo) e Robinho (Gabriel Jesus); Cristaldo (Leandro Pereira)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Uol Esporte

Nenhum comentário: