No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 8 de março de 2015

R. Oliveira faz dois e Santos vence Botafogo no primeiro jogo pós-Enderson



No primeiro jogo depois da polêmica demissão de Enderson Moreira, todas as atenções estavam voltadas para Gabigol, que poderia mostrar ao antigo comandante que ele estava errado em mantê-lo no banco de reservas. Quem roubou a cena, no entanto, foi Ricardo Oliveira. Com dois gols e participação no primeiro, o veterano foi fundamental na vitória por 3 a 0 do Santos sobre o Botafogo-SP.

O resultado mantém o clube da Vila Belmiro como o melhor time do Paulista até agora. Com 20 pontos ganhos, o time sobra no Grupo D e está um ponto à frente do Corinthians, segunda melhor campanha em todo o Estadual. O desempenho de Ricardo Oliveira, no entanto, é curioso por conta do que ocorreu durante a semana. .

Na última quinta, a despeito da boa campanha que o Santos faz no Estadual, Enderson Moreira foi demitido pela diretoria. Entre as razões, uma das principais era a má relação com o elenco e a baixa utilização dos jogadores oriundos das categorias de base alvinegras. Nesse contexto, Gabriel foi apontado como o grande pivô da queda, já que o técnico preferia apostar em Ricardo Oliveira.

Embora não haja registro de má relação entre os dois concorrentes, a boa atuação do veterano é uma vitória na disputa direta por posição. Como centroavante, Ricardo Oliveira mostrou faro de gol e bom posicionamento. Além disso, participou melhor do jogo do que Gabigol, que sofreu para se encaixar no lado de campo, errou passes bobos e desperdiçou alguns contra-ataques importantes. 

Fases do jogo:
Com mais qualidade técnica, o Santos começou melhor, dominando o meio-campo. Embora Geuvânio e Gabriel não estivessem inspirados, errando lances bobos, o time da Vila Belmiro não dava espaços ao Botafogo e não demorou a abrir o marcador.

Aos 23 minutos do primeiro tempo, Lucas Lima cobrou um escanteio, Ricardo Oliveira deu um leve desvio e Werley cabeceou bem para o gol do Botafogo. Com a vantagem, o Santos relaxou, o Botafogo avançou a marcação e o jogo ficou equilibrado.

O panorama se manteve o mesmo até o meio do segundo tempo. Aos 26 minutos, Lucas Lima deu belo passe para Ricardo Oliveira, que bateu na saída do goleiro e deu ao Santos a vantagem que ele precisava para garantir a vitória, que ficaria completa com um outro gol do centroavante no finzinho. 

Melhor: Ricardo Oliveira. Fez dois gols e participou do primeiro. Não bastasse isso, ainda participou do jogo, se movimentou e mostrou que pode ser titular do time apesar da concorrência forte. 

Pior: Gabriel. Com todas as atenções voltadas a ele, o jovem prodígio santista não se entendeu em campo com Ricardo Oliveira e vacilou em várias jogadas importantes de ataque, não conseguindo contribuir para uma vitória maior da equipe praiana.

Chave do jogo: Aproveitamento santista. O clube da Vila Belmiro foi melhor, mas não teve uma noite brilhante. O que fez a diferença foi que, nas poucas vezes em que teve chance, o Santos marcou, com Werley e Ricardo Oliveira.

Outros destaques:
Desfalques: Melhor jogador do Santos na temporada, Robinho não pôde ir para o gramado pois está suspenso. Além dele, David Braz também ficou fora da equipe montada por Marcelo Fernandes. Gustavo Henrique e Gabigol substituíram a dupla.

Herança: Um dos artífices da vitória santista, Werley é um herdeiro de Enderson Moreira, que deixou o comando do clube no meio da semana em baixa com o elenco. O zagueiro, ex-Grêmio, foi contratado a pedido do ex-treinador, que para escalá-lo deixava Gustavo Henrique, xodó da torcida, na reserva.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-SP X SANTOS

Data: 8 de março de 2015, domingo
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: Daniel Luis Marques e Márcio Dias dos Santos
Cartões amarelos: Gimenez, Denis, Wesley (Botafogo-SP) e Vanderlei e Valencia (Santos)
Gols: Werley, aos 23 min do 1º tempo; Ricardo Oliveira, aos 26min e aos 46 min do 2º tempo

Botafogo-SP: Renan Rocha; Raniery, Bruno Costa, Eli Sabiá e Denis; André Rocha, Gimenez, Rodrigo Andrade e André Santos; Wesley e Giancarlo.
Técnico: Mazola Júnior.

Santos: Vanderlei; Cicinho, Werley, Gustavo Henrique e Victor Ferraz; Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Gabriel e Ricardo Oliveira.
Técnico interino: Marcelo Fernandes.

Uol Esporte

Nenhum comentário: